Segunda-feira, 07 de Fevereiro de 2011

 “No livro verde promover um quadro europeu para a responsabilidade social das empresas, de 2001, a Comissão Europeia convida os poderes públicos a todos os níveis, incluindo as organizações internacionais, as empresas – das PME às multinacionais – os parceiros sociais, as ONG’s bem como todas as partes envolvidas ou pessoas interessadas, a exprimir a sua opinião sobre a maneira de construir um partenariado destinado a erigir um novo quadro favorecendo a responsabilidade social das empresas”

Na sua esteira, o então Secretário-geral da ONU “Kofi Annan” pronunciou-se sobre a “responsabilidades social”, numa declaração intitulada “Pacto Global”.

 E tantos mais se têm questionado sobre tão candente realidade. Mas em concreto o que é a responsabilidade social? Será um meio de retribuir alguém, ou quem, procurando alterar comportamentos, hábitos, costumes dos cidadãos, ou memo de uma região. 

Há, começa a ficar arreigada a ideia de que a responsabilidade social é coisa que cabe em absoluto às empresas, como se estas fossem pára-raios 

Nunca se falou tanto em responsabilidade social como agora

A União Europeia bem quer, e poder-se-ia dizer; e nós também. Mas para além dessa vontade o que tem feito a União para a construção de uma União que uma económica e monetariamente uma Europa socialmente coesa e sustentável?                        

Leiria, 2011.02.07



publicado por Leonel Pontes às 11:23
A participação cívica faz-se participando. Durante anos fi-lo com textos de opinião, os quais deram lugar à edição em livro "Intemporal(idades)" publicada em Novembro de 2008. Aproveito este espaço para continuar civicamente a dar expres
mais sobre mim
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO