Segunda-feira, 16 de Julho de 2001

Luca Pacioli, eminente tratadista italiano escreveu, no ano 1494, sobre várias temáticas, porventura versou coisas simples e vulgares, tão vulgares que ainda hoje continuam a merecer a atenção, citação, estudo e reflexão.

 

Entre o mais escreveu na sua obra “ de Computis “ que o comerciante de sucesso necessita de reunir suficiente dinheiro ou crédito, bons contabilistas e um sistema de contabilidade que lhe permita visualizar as suas finanças ao primeiro olhar. Nada de mais simples, dir-se-á.

 

Hoje continua a ser assim, este estado é imutável,  para que alguém - na Europa, nas Américas, na Ásia - seja onde for possa vencer nos negócios, para que as economias dos países floresçam é condição indispensável: dinheiro ou crédito, quem saiba tratar das questões contabilístico-fiscais e ferramentas de mensuração e controlo.  Acrescente-se ainda que todo aquele que na arte de mercadejar quiser entrar terá de ter o gosto pelo risco.

 

Perante estes pressupostos dir-se-á; então todos podemos ser ricos, há dinheiro quanto baste, existem contabilistas por atacado, não faltam sistemas informáticos e dos mais sofisticados, e, quem queira tomar riscos também não falta; se assim é, porque há crise económica, notória e visível?. Tão notária quanto sentida que até já existe um neologismo económico “ a argentinização “.

 

Será que faltam meios de controlo ? Mas isso também existe e até existe organismo produtor de normas internacionais de contabilidade (NIC’s). Mas os países  ou os grandes espaços económicos são avessos à aplicação dessas normas, também não. Todos aceitam e aplicam as normas e uniformizam princípios. 

 

A este propósito até a Comissão Europeia apresentou, em Fevereiro de 2001, ao Conselho uma proposta relativa à aplicação daquelas normas internacionais, actualmente conhecidas por “Internacional Financial Reporting Standards (IFRS) “, a aplicar às contas de todas as empresas da União Europeia cotadas num mercado regulamentado, o mais tardar até ao ano de 2005.

 

Pese embora tudo isto, empreendedores, dinheiro, contabilistas, sistemas informáticos, normas de fiscalização e controlo, ainda assim, a Europa está mal, e até já há quem diga que Portugal, que é membro dessa União Europa, corre o risco de sofrer dos efeitos da argentinização e ainda se diz mais, diz-se que essa crise vem logo a seguir às férias. Dir-se-á, então se estamos mal e a febre só ataca após as férias porque não administramos já adequada terapia?

 

Por outro lado, um outro espaço económico, os Estados Unidos da América,  tem tudo o que atrás se diz, têm influência e supremacia, e, ainda têm mais, têm sistemas contabilísticos e de controlo altamente sofisticados, sistemas idos de cá do velho continente, aos quais adicionaram “up-grades “ e que vendem a elevado custo cá para a Europa, para o mundo.

 

E isto até nem seria mau, o pior é que tais sistemas estão afectados, ou infectados, por graves vírus, não são só os softwares que sofrem de vírus, a contabilidade, as auditorias, as normas de controlo, os próprios negócios estão eivados de vírus. É isto que nos chega do lado do lado de lá do Atlântico. Cada dia que passa mais um caso de escândalo salta para os meios de comunicação.

 

A concluir poder-se-à dizer; então o que está em causa, se não há falta de dinheiro, de recursos humanos ou de  sistemas? O que está em causa é uma incomensurável falta de honestidade que vai grassando por este mundo fora e sem terapia à vista.  O conceito é lato e merece discussão, por isso, salvo melhor opinião, tudo deve ser posto em causa, tudo deve ser repensado, para bem de todos, mormente da humanidade que na avidez de alguns vai caindo em atoleiros.

 

O que existe é uma crise de honestidade.

 

Leiria, 16.7.2001



publicado por Leonel Pontes às 16:29
A participação cívica faz-se participando. Durante anos fi-lo com textos de opinião, os quais deram lugar à edição em livro "Intemporal(idades)" publicada em Novembro de 2008. Aproveito este espaço para continuar civicamente a dar expres
mais sobre mim
Julho 2001
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO